segunda-feira, 30 de maio de 2011

POESIAS DE QUANDO SOFRI

TEMPO, MORTE, SORTE

Tempo, ó tempo quem te entenderá,

Morte, ó morte quem não te encontrará,

Sorte, ó sorte quem te possuirá.

O Tempo não se pode conhecer com os olhos,

Porque não falo se vai chover ou fazer calor.

A Morte é insaciável, pois todos os homens viventes estão caminhando para ela,

E mesmo assim ela deseja mais.

A Sorte não existe,

Porque quando chegar o Tempo da sua Morte,

Você entenderá que toda a sua sorte,

Por mais que você pensou ter sorte, agora é tempo de Morte.

Morte, ó morte que é tão forte,

Em todo o tempo de sorte,

Que houve Um que ousou te vencer.

Jesus Cristo te venceu,

Então chegou o Tempo da minha Sorte.

Através da cruz, naquele tempo venceu a morte.

Neste tempo pela fé já a venci também!



Enquanto minha carne sofria,

Minha Alma não entendia,

O meu eu se entorpeceu,

Pois uma luta estava sendo travada,

O Peginterferom e a rivabirina se unirão,

Para o vírus da hepatite C destruir,

Na primeira tentativa perderam,

Foram como vitamina para o bicho,

E ele se multiplicou.



É enquanto isso nosso exercito esperava debaixo das amoreiras,

Minha alma falava isto é besteira,

O diabo dizia isto é covardia,

Você só vai viver mais um dia.



Enquanto isso o Espírito me dizia,

Tenha coragem para ser covarde,

E esperar porque para Mim nunca será tarde.



Coragem para a covardia,

Porque enquanto você sofria,

Um riu de alegria se formava,

Tenha a ousadia de ser covarde,

Que o seu dia chegara,

Na alegria iras ministrar,

E as cinzas sairão do altar,

Pelo sopro da minha boca, Diz O Senhor,

E muitos deixaram a vida loca,

Das drogas, do sexo e da busca pela fama.



Eles não mais irão para a cama por grana,

Porque conheceu quem verdadeiramente o ama,

E assim começaram a si amar,

Para depois entender,

Que amar, É sofre e tudo perder,

Somente para estar perto do Seu amor.



O Seu amor me faz calor,

Nos dias frios dessa minha jornada,

No Seu amor me esqueço da dor,

Deixo de ser um ator,

Pois dou o maior valor para o Seu amor.

O Espírito Prometido

Cristo fez isso para que a bênção que Deus prometeu a Abraão seja dada, por meio de Cristo Jesus, aos não-judeus e para que todos nós recebamos por meio da fé o Espírito que Deus prometeu. (Gl 3:14 BLH)

Somente quando estamos no Espírito de Cristo podemos usufruir das benções que Deus prometeu a Abraão, se não fosse assim Deus não precisaria enviar seu Único filho e Jesus não precisaria ter morrido da cruz! Cada um dos personagens divinos fez a sua parte para o que nós tivéssemos todas as necessidades supridas através da pessoa de Cristo segundo a sua própria riqueza e gloria (Fl 4:19). Dessa forma precisamos cumprir a parte humana dessa aliança para que as condições sejam atendidas e as bênçãos recebidas! Nada do que nos foi requerido é impossível se fosse assim ninguém conseguira receber, mas em nós temos todas as condições pela graça mediante a fé. Ninguém pode afirmar que não tem fé, porque fé é dom de Deus, alguns podem até dizer que não receberam algo físico por serem cegos, surdos, aleijados de nascença e etc., mas todos tinham fé e foram curados por Jesus visto que a cura é uma das benções que Jesus realizou como escrito esta nos evangelhos. Muitas das estéreis já poderiam ser mães de filhos se estivessem em Cristo, portanto receberia um coração, ou melhor, O Espírito que Deus prometeu e então suplicaria como Ana suplicou por um filho e ate teria a disposição a entregá-lo e assim Deus poderia trazer ao mundo mais um profeta como Samuel. Não estou dizendo que isto é algo especifico para as mulheres estéreis e sim que “a bênção de Abraão chegasse aos gentios por Jesus Cristo e para que, pela fé, nós recebamos a promessa do Espírito” (RC). A promessa do Espírito é como esta escrito na versão revista e corrigida da Bíblia e assim o é porque, por meio de Cristo Jesus todos podemos receber a benção que Deus prometeu a Abraão. Então concluímos que o Espírito é o agente da promessa porque recebemos do Espírito em nosso Espírito regenerado que é o Espírito de Cristo o que nos faz ir alem de sermos simplesmente um crente e passamos a viver e caminhar como Cristão. Cristo se fez maldito para que a benção de Abraão chegasse até nós e também pudéssemos desfrutar de outras realidades. Porque não simplesmente cremos para receber o Espírito, mas o próprio Espírito vem viver em nós e nos proporciona a condição sobrenatural de um andar no Espírito e dessa forma não satisfazer as nossas próprias concupiscências e o que é melhor ainda vencermos todas as debilidades humanas que Abraão não conseguiu vencer em seus anos de vida. Por que para Abraão foi feita a promessa, mas temos o seu cumprimento no seu descendente que é CRISTO, ou seja, Jesus nos deu aquilo que era impossível para a lei porque todos nós estávamos presos ao pecado, como disse Davi em pecado de gerou a minha mãe (Sl 51:5) e havia um castigo, uma maldição que envolveu a nossa formação no ventre de nossas mães a qual comprometeu a nossa natureza e escrito esta: “O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito” (Jo 3:6). E escreveu Pedro “Portanto, irmãos, procurai fazer cada vez mais firme a vossa vocação e eleição; porque, fazendo isto, nunca jamais tropeçareis;” (2Pe 1:10). O Apostolo tinha em mente sua realidade dos dias que ele viveu como um crente em Jesus que o levou a negar e se frustrar com evangelho e após receber O Espírito prometido e permitir que O Espírito Santo lhe formasse a pessoa de Cristo naquela carcaça de pescador, sanguíneo e sem estudo. Dessa forma ele foi transformado de fé em fé de gloria em gloria através da sua vida não mais com Jesus em carne e sim com a operação do Espírito da Verdade que veio habitar nele e acrescentando a sua fé, a bondade, o domínio próprio, a perseverança, a devoção a Deus, o amor fraternal e o Amor. Porque fazendo isto, nunca, jamais tropeçareis; precisamos nos exortas sempre sobre essa pratica de uma vida no Espírito para que não nós venhamos a nos enganar e nos tornarmos insensatos desprezando o Espírito que nos foi prometido por Deus ou que é pior tendo recebido e ate começada nossa vida cristã pelo Espírito, passarmos a vivermos novamente nossa vida pela fé na carne. Que é mais conhecida por religiosidade que pode ser tornar uma idolatria do seu próprio eu, porque estarás andando seguindo as suas próprias concupiscências.           

      

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Uma Viva Esperança

“reservada nos céus para vós outros que sois guardados pelo poder de Deus” (1Pe 1:4-5RA)

Assim esperamos possuir as ricas bênçãos que Deus guarda para o seu povo. Ele as guarda no céu, onde elas não perdem o valor e não podem se estragar, nem ser destruídas. Essas bênçãos são para vocês que, por meio da fé, são guardados pelo poder de Deus para a salvação que está pronta para ser revelada no fim dos tempos (BLH).

Tudo que Jesus Cristo conquistou na cruz e a nossa herança, porem nós temos que criar condições para que estas ricas bênçãos estejam se manifestando aqui na terra dos viventes. Pela fé entendemos como os mundos foram criados (Hb 11:3) e nós não podemos fluir na fé que tem como base doutrinas de homens! Entendam-se como doutrinas de homens tudo aquilo que através do meu próprio entendimento consigo entender, ou seja, tudo que esta na esfera da razão, da lógica e não tem a fé no Espírito como base e sim a razão porque a letra mata. Não tem lógica alguma Jesus pegar terra, misturar saliva e aplicar aquele barro nos olhos para a cura de um cego! Esta viva esperança não tem nada haver com coisas como ouro ou prata, esta viva esperança é incorruptível porque esta nas regiões celestiais que não podem ser mudadas quando estão agindo em qualquer esfera. Tem poder, eficácia na extensão abóbada do céu com todas as coisas visíveis nela, na região acima dos céus siderais, a sede da ordem das coisas eternas e consumada perfeito onde habita Deus e outros seres celestiais. Dessa forma podemos enteder que esta esperança leva a vida do proprio Deus e veio habitar em nosso espírito humano produzindo um novo nascimento, porque tudo aquilo que nascido do Espírito sai do natural e passa a viver no sobrenatural que Jesus chamou de Reino de Deus (Jo 3). Então pelo Espírito posso entender que essa viva esperança se refere a tudo o que diz respeito ao viver no Reino de Deus, como disse Jesus: O meu Reino não é deste mundo (Jo 18:36). Jesus também ensinou os seus discipulos para orar pedindo para que venha O Reino e logo após disse que o Reino de Deus esta no meio de vos e também esta escrito que desse reino fluiriam é do seu interior como rios de aguas vivas. Então conclue-se que precisamos viver nos céus para que possamos possuir desse poder que nos guarda para a salvação. Dessa forma guardados pelo poder de Deus, possamos caminhar no poder do Espírito fazendo escolhas no Espírito de Sabedoria e dessa forma permanecermos firmes fortalecidos pelo Espírito de Fortaleza no Temor do Senhor. Precisamos entender pelo Espírito do Conselho que precisamos depender e como podemos dizer que dependemos se oramos com o nosso proprio entendimento e já nos julgamos capaz e que sabemos orar como convem! Quando escrito esta que “Não sabemos orar como convem ou não sabemos o que havemos de pedir, como convém” Rm 8:26. Por isso renove sua Esperança orando no Espírito em todo o tempo dessa forma de fato você estará dependendo do Espírito de Deus para que você receba todas as bênçãos que nos estão reservadas nos céus e não simplesmente aquilo que pedimos por sórdida ganância ou cebolas e alhos ao invés de mel tirado da rocha e o mais fino trigo (Sl 81:16). Tem algumas orações que mais parece murmuração diante de Deus e outras são realmente palavras de fé que tem base as doutrinas de homens e somente faz afastar os nossos inimigos é como espantar as moscas. Você já tentou acabar com as moscas, mas já tentou limpar o lugar retirando tudo o que esta estragado para que as moscas não encontre lugar de pouso? Então quando oramos no Espírito damos liberdade para que Ele venha com o seu fogo purificador para limpar todas as impurezas do espírito, curando as feridas da alma e assim removendo aquelas bases que davam sustentação a nossa natureza carnal. Isso não tem nada a ver com pecados e sim com o próprio pecado que foi a causa do afastamento de toda a humanidade através do Adão e que mesmo nós sendo crentes nos impede de vivermos como cristão.

A Espera com Calma e Inteligência


Portanto agora vocês podem aguardar com calma e inteligência uma porção maior da bondade de Deus para com vocês quando Jesus Cristo voltar. 1Pe 1:13 (BV)

Portanto, cingindo os lombos do vosso entendimento, sede sóbrios e esperai inteiramente na graça que se vos ofereceu na revelação de Jesus Cristo. (RC)

Portanto, estejam prontos para agir. Continuem alertas e ponham toda a sua esperança na bênção que será dada a vocês quando Jesus Cristo for revelado.(BLH)

Procure amarrar a sua mente natural, para que você não fique imaginando como vai acontecer e ainda que você venha pensar, imaginar, sentir coisas boas ou más. Esteja pronto para agir orando no Espírito e dessa forma Esperar com Calma no Espírito de Inteligência, recebendo do Conselheiro uma Fortaleza para impedir que o seu agir natural que leva a desespero seja o seu caminhar diario. Continuando alerta no Espírito de Sabedoria agora que você crê que seu nome esta escrito no livro da vida; isto é inteligência e traz temor do Senhor, essa é a porção maior da bondade de Deus que nos foi oferecida na revelação de Jesus Cristo e devemos esperar inteiramente nesta graça. Graça esta que nós permite anazonnumiad-zone'-noo-mee” ou 1) ato de cingir 2) uma metáfora derivada da prática dos orientais, que para ser livre em seus movimentos que estavam habituados, quando se inicia uma viagem ou o exercício de qualquer trabalho, para vincular ao longo de suas vestes esvoaçantes estreita em torno de seus corpos e amarrou-as com um cinto de couro. Dessa forma estaremos livres para viver nesta terra sem a preoculpação com o pecado e sim adorando aquele que nos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz, para vivermos inculpavel e sem condenação uma vida no Espírito. Mortificando a carne com as suas obras, levando a nossa mente cativa, sim era sobre isso que o Apostolo escreveu dianoia “dee-ah-an' oy” a nossa mente, a compreensão, a imaginação, o sentir, o desejar, a maneira de pensar e sentir coisas boas ou más. Essa é a mente de Cristo ou este é o pensamento Cristão com que nos precisamos andar para podermos Esperar com Calma e Inteligencia a volta de Jesus Cristo. Foi assim nos dias de Moises quando ele esperava a sua saida ou retirada do Egito “Ex 12:11 Assim, pois, o comereis: Os vossos lombos cingidos, os vossos sapatos nos pés, e o vosso cajado na mão: e o comereis apressadamente: esta é a páscoa do Senhor”. É assim de devemos viver esta páscoa no Espírito do Senhor! Foi assim que Elias andou “2Rs 1:8 E eles lhe disseram: Era um homem vestido de pêlos, e com os lombos cingidos de um cinto de couro. Então disse ele: É Elias, o tesbita”. É dessa forma que o nosso espírito precisa estar vestido neste dias de grande batalha Espiritual! Por muito tempo andei aos gritos e muito tenso em virtude da grande batalha espiritual que vivemos em nossos dias e muito estudei e ensinei sobre a armadura de Deus de Efésios 6:14 Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça, etc.; sem me atentar para o versus 18. É claro que já tinha o entendimento que não eram umas peças que tivesse que colocar todos os dias quando acordava ou quando fosse entrar em batalha espiritual como nos filme da TV e sim tinha que estar convicto da minha Salvação que é o inicio de tudo.  Praticando boas obras e dando testemunho e agora no que tudo se resume Orando, em todo o tempo, com toda a oração e súplica no Espírito”. Agindo assim Esperas com Calma e Inteligência mantendo sua cadeia acesa a final O Espírito de Deus é quem vai corrigir se houver alguma brecha na armadura ou falta de destreza no manejo da palavra da verdade.    

O Trabalhar na Seara do Senhor

“Mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna” (Gl 6:8RC).

Se plantar no terreno da sua natureza humana, desse terreno colherá a morte. Porém, se plantar no terreno do Espírito de Deus, desse terreno colherá a vida eterna (BLH).

Mas o que semeia (speirw speiro spi'-ro = Semeador, recebem sementes, semear, para semear, dispersão de sementes; ato que é realizado no tempo presente) para (eiv eis ice = uma preposição primária; a, para, em, contra, até, entre; mas quando usamos "Para" (como utilizado em At 2:38 "para o perdão ...") poderia ter dois significados. Se você viu um cartaz dizendo "Jesse James procurado por roubo", "para" pode significar Jesse é procurado para que ele possa cometer um assalto, ou se quer, porque ele cometeu um assalto. O sentido mais antigo é o correto. Assim, também nesta passagem, a palavra "para" significa uma ação no passado. Caso contrário, violaria o teor completo do ensino sobre a salvação pela graça e não pelas obras) o Espírito (de Cristo), do (denotando uma origem primária preposição a ação de onde procede, o ponto ou movimento, a partir de) Espírito (de Deus) colherá  vida eterna (RA). Pelo Espírito posse entender que um trabalhador da Seara do Senhor recebe o salário igual a todos os trabalhadores e todos os benefícios disponíveis. Paz e misericórdia são as bases para tudo o que passa a se semeado sobre a nova criatura e as regras, as leis são as do Espírito (Gl 6:16), por tanto nascimento, crescimento e colheita não são mais da vontade do varão e ai cai todas as regras e leis humanas, porque escrito esta: “a ninguém julguei” (Lc 6:37). Se acaso alguém estiver na posição de julgar que seja segundo a reta justiça segundo escreveu João 7:24, considerando que Jesus se fez maldito para que todos pudessem ver e executou a reta justiça para todo aquele que N’Ele crer! De que modo viverá aquele que anda no Espírito, para quem trabalhará; a quem servirá; a quem buscará e a que adorará? Não estou me rebelando muito menos incentivando isso, mas em tudo precisamos reconhecer a liderança do Espírito do Senhor é claro que o bom censo nos adverte na duvida não tome nenhuma decisão. Com escreveu o apostolo “Portanto, nada julgueis, antes do tempo, até que o Senhor venha, o qual também trará à luz as coisas ocultas das trevas e manifestará os desígnios dos corações; e, então, cada um receberá de Deus o louvor” (1Co 4:5). E que falar sobre Davi quando recitou os versus do Salmo 19 principalmente o 12 “Quem pode entender os próprios erros?” é neste momento que penso que precisamos ser mais misericordiosos com nós mesmo. Se até os cabelos das nossas cabeças estão contados será que os nossos erros e pecados não eram conhecidos do Senhor O Espírito? Então o que fazer continuar a errar e ficar caído e prostrado diante do erro ou até mesmo dos nossos acusadores ou nos lançar de fato na pratica da oração em línguas e na meditação da palavra para que estejamos de fato sujeitos a Deus e no seu tempo possamos resistir o diabo? E como anular aquilo que em nós dava base para aquela perseguição e para que seja removido e assim o diabo tenha que fugir de nós? Quanto a mim tomei uma decisão, tomei a minha cruz que não são as pessoas! E entendi pelo Espírito que existem algumas coisas que tenho que ACEITAR, outras preciso ENFRENTAR! Até que pelo Espírito tudo venha a se TRANSFORMAR porque não há nada alem de orar e meditar na palavra de Deus que me levara a enfrentar os desafios deste século, aceitando que O Espírito é Um da mesma espécie que Jesus, só com um detalhe muito importante, agora habitando dentro de nós mediante a aspersão do sangue de Jesus e com o poder de nós levarmos a obediência a toda palavra que sair da boca de Deus para nós.  

segunda-feira, 16 de maio de 2011

A Mão Dupla!

“Em santificação do Espírito, para a obediência e aspersão do sangue de Jesus Cristo” (1Pe 1:2)

O poder do sangue de Jesus Cristo que foi sacrificado antes da fundação do mundo, ainda esta falando diante de Deus. É através da sua aspersão sobre nossas vidas que encontramos o caminho para a obediência a palavra de Deus como disse Jesus: “Eu Sou O caminho, A verdade e A vida” (Jo 14:6). Este caminho foi aberto mediante o seu próprio sangue derramado na cruz, e através da sua aspersão sobre nossas vidas segundo o que esta escrito em 1Ts 5:23 temos nosso espírito, alma e corpo preparados para um nível de obediência que produzira seus efeitos nas três esferas do homem. A obediência também é um ato de graça e pura misericórdia da parte do Deus de toda a graça que nos chamou das trevas, para a sua maravilhosa luz e nos vez assentar nas regiões celestiais em Cristo Jesus (Ef 2:6). Sobre a liderança do Espírito Santo que outrora estava do lado de fora para nos levar à salvação e logo após a justificação pela fé, somos regenerados e a pessoa de Cristo começa a se formar em nós. Por temos a habitação da pessoa maravilhosa do Espírito da Verdade que nos leva a obedecê-la para que a santificação do Espírito nós leve a um corpo de Gloria. Sem os Atos do Espírito Santo que nos convenceria? Ninguém, nenhum ser humano seria capaz de convencer outro ser humano senão pelo Espírito de Deus. Afinal não fomos regenerados por semente corruptível, não foi por palavras de homens, embora ouvissem o que homens tenham falado pelo Espírito de Deus, agora ouvimos através do filho. É O Espírito de Deus quem testifica com o meu espírito, que somos filhos de Deus (Rm 8:16) então como no inicio de todas as coisas O Espírito vivificara toda palavra que sair da boca de Deus. De sorte que já não mais ficamos a lançar palavras ao vento, mas falamos a Deus quando oramos no espírito, afinal disse Jesus: que em seu nome falaríamos “novas línguas” (Mc 16:17). De sorte que quando oramos no espírito deixamos de ser simples crentes, para nos tornarmos cristão (At 11:26) porque estes são os sinais que devem nos seguir. Porque não buscamos mais a Deus segundo o nosso coração enganoso e corrupto, mas permitimos que sobre a liderança do Espírito Santo a pessoa de Cristo seja formada em nós. Proporcionando a frutificação dos frutos do Espírito (Gl 5:22) fazendo com que possamos realmente fazer a diferença em nossa geração, marcando pessoas como o mestre marcou através de atos sobrenaturais para a Gloria de Deus. Afinal é Santo aquele que nos chamou para que sejamos santos a fim de oferecermos sacrifícios santos e agradáveis a Deus. Porque não temos como nos separar do mundo, sem nos aproximar do Criador. Não temos como nos aproximar se não for mediante a aspersão do sangue de Jesus Cristo. Para que possamos obedecer à palavra da verdade, vivendo em santificação do Espírito. Como podemos ver é uma mão dupla recebemos graça e podemos viver uma vida no espírito e assim adorar e Espírito e em Verdade. Vivendo uma vida no espírito não satisfazemos os desejos da nossa carne e assim encontramos graça para vencermos o nosso “eu” através da mortificação. De sorte que a nossa vitoria vem do Espírito mediante a eleição porque não fomos nós que escolhemos a Jesus, mas ele nos chamou e colocou dentro de nós o Seu Espírito Santo. Cabe a nós concedermos a primazia em nosso período de oração ao Espírito, permitindo que Ele nós conduza a meditação na palavra, fazendo que possamos receber revelação porque a letra mata.