quarta-feira, 31 de agosto de 2011

O ESPÍRITO EM NÓS ESPERANÇA DA GLÓRIA, NÓS NO ESPÍRITO A GLÓRIA!


Porque o Senhor Deus é um sol e escudo; o Senhor dará graça e glória; não negará bem algum aos que andam na retidão” (Sl 84:11).

Quando o Espírito Santo vem sobre um homem convence-o do Pecado, da Justiça e do Juízo (Jo 16:8), dessa forma o homem reconhece sua condição de pecador, vendo-se preso a uma morte eterna e sentindo se um miserável clama: Quem poderá me livrar dessa vida miserável? É ai que o Espírito Santo lhe revê-la Jesus que é a Justiça de Deus, pois na cruz Jesus pagou o preço do pecado de toda humanidade e cumpriu toda a exigência da Santidade de Deus. Livrando dessa forma todo aquele que N’Ele crer, de perecer no Juízo Eterno e ainda concede-lhe o direito de entrada pela fé, a esta graça, na qual estando firmado é a esperança da Glória de Deus (Rm 5:2). Porque por Ele temos livre acesso ao Pai, em um mesmo Espírito (Ef 2:18). Enquanto você não for convencido pelo Espírito da sua real condição de pecador me desculpe à franqueza, mas seu encontro ainda esta baseado na realidade de Deus e não se tornou real para você! Ou seja, sua mente, seus olhos do entendimento ainda não foram iluminados como diz as escrituras ainda não desceu ao coração do homem, ou segundo a parábola do semeador não caiu em solo fértil. Embora você já se porte como um crente em Jesus Cristo e faça parte de uma denominação e até já esteja sendo usado por Deus como um canal de benção a outros. O Espírito deseja te levar a ter uma experiência que vai marcar a sua vida, para que possa te levar além da esperança, além das riquezas da glória e do seu poder sobre nós. Mas Ele deseja vos dar em seu conhecimento o espírito de sabedoria e revelação, para que embora andando em lugares tenebrosos ou passando por angustias e aflições, seu espírito esteja de continuo iluminado pelo Sol da Justiça. Dessa forma realmente você possa se beneficiar do escudo da fé com o qual você poderá apagar os dardos inflamados do maligno (Ef 6:16), passando assim não mais a simplesmente confessar a palavra ou o que é pior deixar de usá-la como uma mantra. Lembrem-se todas as religiões tem como pratica o confessar a palavra, que também tem o nome de mantra, porém precisamos deixar a religião e a vivermos a palavra. Quando o Espírito Santo vem sobre uma pessoa produz uma experiência maravilhosa que estou intitulando de “Esperança de Glória”, mas se você aprender a como entrar no Espírito que é a maior glória que você experimentara nesta vida. Você não estará em trevas, não ficara confundido, não terá falta de nada! “Porque O Senhor é O Espírito e onde está O Espírito do Senhor, aí há LIBERDADE” (2Co 3:17). Não quero aqui julgar a ninguém, mas sim exortar a que passemos da esperança, para a glória! Porque com esta escrito: “A esperança adiada faz o coração ficar doente, mas o desejo realizado enche o coração de vida” (Prov 13:12). E não a nada que possamos fazer para entrar ou receber essa gloria, nada a não ser permitir que o próprio Espírito Santo ore por você através das novas línguas que lhe foram concedias que você falasse naquele dia e continua a lhe conceder se tão somente abrir a sua boca agora. E tem mais um detalhe muito importante como Deus é lindo fica para mim e para você determinar o quanto você deseja receber mais dessa graça e glória! A final também esta escrito: “Dou graças ao meu Deus, porque falo mais línguas do que vós todos” (1Co 14:18) “Orai sem cessar”  (1Ts 5:23) “Orai em todo tempo” (Ef 6:18) e fica aqui uma pergunta para a sua meditação porque será que o homem que deixou escrito que falava mais línguas do que todos, também foi o homem que recebeu mais graça e glória para escrever sozinho pela inspiração do Espírito Santo quase um terço da bíblia? Quanto tempo você tem orado no Espírito?    

           

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Não por força, Nem por poder...

Busque o batismo no Espírito Santo! Mateus 3:11 - E eu, em verdade, vos batizo com água, para o arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu; cujas alparcas não sou digno de levar; Ele vos batizará com o Espírito Santo, e com fogo. A promessa do batismo no Espírito Santo é uma das dádivas espirituais advindas da experiência de salvação. Todo aquele que crê em Jesus Cristo e experimenta a regeneração deve buscar com fé essa promessa. O batismo no Espírito Santo é um revestimento de poder (At 1.8), para que sejamos testemunhas eficazes do evangelho, e esta promessa está disponível a todo aquele que crê (At 2.39). O batismo no Espírito Santo não é o novo nascimento. Quando aceitamos a Cristo como Salvador, somos regenerados (Ef 1.13), recebendo o Espírito Santo como penhor da nossa herança. A mesma experiência foi experimentada pelos apóstolos antes do retorno de Cristo aos céus (Jo 20.22). Após terem eles recebido o novo nascimento, Jesus os orienta a permanecer na cidade, até que fossem revestidos de poder (Lc 24.49; At 1.5). Após o retorno de Cristo aos céus, os discípulos permaneceram orando em Jerusalém por 10 dias. No dia de Pentecostes, estando todos reunidos no mesmo lugar, foram cheios do Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem (At 2.1-4). Essa experiência de falar em outras línguas foi anunciada por Cristo (Mc 16.17) e ocorreu todas as vezes que a Bíblia menciona que o Espírito Santo foi derramado sobre os crentes (At 2.4; 10.42-44; 19.1-6). Por isso, este sinal evidencia que você recebeu a promessa do batismo no Espírito Santo. Querido, busque a Deus em oração e, se ainda não recebeu esta promessa, peça ao Senhor Jesus que lhe batize com o Seu Espírito Santo. Revestido de poder, você terá maior graça para fazer a obra de Deus e uma força espiritual renovada para vencer todo levante das trevas contra a sua vida! Porque também esta escrito: “Não por força nem por poder, mas pelo meu Espírito, diz o Senhor dos Exércitos.” (Zacarias 4.6) Toda a Bíblia está repleta de testemunhos de pessoas que se humilharam, que deixaram de lado a sua glória e seguiram o caminho da renúncia. Se você quer continuar ardente em seu amor a Jesus, então renuncie à sua glória própria! Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus. O fogo do Espírito Santo começa a iluminar, a aquecer e a queimar assim que um pecador se humilha como Jesus se humilhou e se esvaziou de si mesmo. Sansão, um personagem do Antigo Testamento, é um exemplo disso. Ele se humilhou diante dos seus inimigos, e, em Juízes 16.28, escutamos irromper seu grito que brotava de um coração arrependido: Senhor Deus, peço-te que te lembres de mim, e dá-me força só esta vez. Nessas escassas palavras, Sansão se humilha da sua incapacidade, do seu fracasso e do seu pecado. E eis que, naquele momento, é revelado o Cordeiro que morreu e que venceu a morte. A vitória do Senhor por meio de Sansão se tornou a mais gloriosa, quando, em arrependimento, ele se despiu da sua última glória. Essa obediência de se esvaziar de si mesmo, que se manifestou profeticamente em Sansão na presença do poder do inimigo, faz arder o fogo do Espírito Santo. O mesmo aconteceu com aquelas 4 mil almas que ouviram a pregação do Apostolo Pedro eles irromperam em um grito que brotava de corações arrependidos: Que faremos, varões irmãos? E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo. Porque a promessa vos diz respeito a vós, a vossos filhos e a todos os que estão longe; a tantos quantos Deus, nosso Senhor, chamar. (At 2:37-39) Deus nos chamou no seu amor de João 3:16, nos precisamos nós humilhar e reconhecer a nossa incapacidade de nos salvar, nosso fracasso contra as nossas tendências humanas e do nosso pecado que fere a santidade de Deus. No caso de Sansão “isto vinha do Senhor(Jz 14:4), no caso dos ouvintes de Pedro “isto vinha do Senhore espero que chamado de Deus, amado do Senhor receba a iluminação dos olhos do vosso entendimento, pois essa é a minha oração por vocês que  ainda esta no escravos no Egito, por vocês que esta no deserto a duvida, por vocês que sabem que tem que lutar contra os filisteus e todo o seu EU. Saiba que se você já se arrependeu “isto vinha do Senhor, se já reconheceu que sozinho não consegue vencer, esta sofrendo criticas e sente-se abandonado não faça nada  não HUMILHA-TE DEBAIXO DA POTENTE MÃO DE DEUS, para que, a Seu tempo, Ele vos exalte (1Pe 5:6). Saiba quando você é humilhado por um homem e quando você aceita a humilhação você não esta sendo humilhado por homens pois saiba que também  “isto vinha do Senhor”. E se o Senhor é o teu pastor nada de faltara, nem a ação de um homem, ou mulher para te humilhar.