sábado, 8 de outubro de 2011

Flecha do Livramento


“Porque não faço o bem que prefiro, mas o mal que não quero, esse faço." Romanos 7.19

Essa não é a sua imagem? Você gostaria de vencer sua ira, seus vícios obscuros, seus pecados, mas não obtém vitória? Por que não? Porque sua entrega não é completa. "Sim", você diz, "bem que eu gostaria de viver totalmente para Jesus, mas não tenho forças." Deus não espera força da sua parte, pelo contrário. Se você segue a Jesus, não se tornará forte de repente, mas continuará tão fraco como era antes. Mas mesmo assim é possível ter uma vida vitoriosa, pois a vitória do Senhor Jesus na cruz do Calvário é uma realidade. Lá na cruz, Ele exclamou: "Está consumado!" Mas será que então, no momento em que você se decidir por Jesus, de repente você se tornará forte para vencer? Não, isso também não. Você continuará tão fraco como antes, e até se tornará mais fraco ainda. Mas por meio da sua decisão consciente você libera uma força que não tem em si mesmo, mas que está à sua disposição. Após o seu sim total a Jesus fica à sua disposição todo o poder vitorioso de Jesus. Não olhe agora para os seus pecados, não olhe para a sua fraqueza. Deus sabe tudo! Ele sabe que tipo de criaturas somos. Também não olhe para as preocupações que pesam em seu coração, mas lance-se nos braços fortes de Jesus! Sabedor das suas fraquezas, o apostolo Paulo tomou uma atitude orar no espírito é nas novas línguas que O Espírito Santo lhe concedia falar e mesmo sem entender, continuou a orar sem cessar e em todo tempo com toda sorte de oração e suplica. Pois sabia que na sua fraqueza recebia poder para vencer, porque na medida em que você vai se entregando você vai possuindo mais de Cristo em seu viver. É muito simples por isso muitos não querem, é simplesmente você reconhecer a sua fraqueza e dizer não sei orar como convêm e a partir daquele momento permitir que o seu espírito que foi recriado na união com o Espírito da verdade passe a orar. Isso precisa ser mais do que uma experiência pentecostal deve se tornar uma pratica como uma torneira aberta sobre o vaso de barro que é a nossa vida. Realmente será você quem decidirá começar e por um instante você sentira que já não esta mais no comando porque a ouvira a voz do seu homem natural falando com você as coisas mais absurdas imaginável, porém em um tempo determinado por Deus você ouvira a doce voz do seu amado estou aqui nunca te abandonei continua orando não feche a torneira. Nesta pratica a primeira coisa que vai ser edificada é a sua fé, porque sem fé é impossível agradar a Deus. Medite comigo se estivesse escrevendo para você subir a um monte e la ficar quarenta dias e quarenta noite sem comer e sem dormir, ou talvez dar uma oferte de mil reais e assim semear um semente de fé seria mais fácil para você. Mas como estou escrevendo algo muito simples e provável disse o servo de Naamã e você o que fará? Nos, gostamos de coisas difíceis e complicadas desde que nós estejamos no controle e seja uma coisa lógica e que de preferência apareça como sou religioso. Mas simplesmente ficar orando nas novas línguas da qual disse Jesus (Mc 16:17) e Judas nos escreveu:  Mas vós, amados, edificando-vos a vós mesmos, sobre a vossa santíssima fé, orando no Espírito Santo”. Saiba que la na eternidade junto com Jesus para onde você vai! Não haverá o sentimento de ira, seus vícios obscuros, seus pecados não mais estarão nos seus membros guerreando contra você, porém aqui na terra dos viventes você terá que vencê-los em todo o tempo. Bom como o profeta Eliseu disse e como seu servo lhe escreveu esta:- abra a sua boca e pegue estas flechas e atire muitas flechas não somente uma ou duas como o rei Jeoás. Porque é Flecha do Livramento do Senhor e deves sem cessar atirar até consumir os seus inimigos orando todo tempo (2Rs 14:19). Ora o ultimo inimigo a ser vencido é a morte!   Bom quanto a mim escrevi tudo o que fui inspirado a escrever “mas o Consolador, o Espírito Santo, a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar-se de tudo o que vos tenho dito” (Jo 14:26).            

Nenhum comentário:

Postar um comentário